18 agosto 2019

3 de 8: estou quase na metade do curso

 Créditos: Pixabay

Oi gente! Como venho compartilhando com vocês os meus semestres, primeiro e segundo, hoje eu vou falar um pouco sobre o terceiro semestre e quase metade do curso. Jornalismo, na minha faculdade são oito semestres e ainda no final de 2019, estarei de fato na metade do curso, mas por enquanto, estou quase lá.

O que eu fiz nesse semestre?

O terceiro semestre foi longo. Eu produzi muita matéria e senti na pele um pouco o que é ser jornalista e ter que lidar com fontes. Nesse semestre, eu viajei para Foz do Iguaçu para conhecer uma das maravilhas, as Cataratas, e foi muito legal e com certeza inesquecível. Assim como as coisas boas aconteceram, teve momentos difíceis no semestre também, e falo no geral, desde aulas sem sentidos, desde saúde mental, então, estou feliz que esse semestre tão longo acabou.

O que vem no quarto semestre

Se eu achei longo e um pouco mais difícil o terceiro semestre já estou com a mente preparada para o que virá nesse quarto. Se eu pratiquei e senti na pele o que é ser jornalista, ou quase lá, nesse semestre que se iniciará eu vou sentir muito mais. Com a entrada de outras disciplinas na prática, como telejornalismo, por exemplo, terei muito mais trabalhos, e com isso, correr atrás de fontes, e etc, etc.

Mas eu tive um longo período de pausa, devido a uma greve que tivemos, e com isso eu consegui descansar a mente e me preparar para mais um fase e concluí-la com êxito. Pode vir com tudo quarto semestre que eu estou preparada! Hahahah

E é isso aí, no fim do ano eu trago o que eu achei do quarto semestre e é muito legal compartilhar aqui, ainda mais por guardar essas memórias e palavras para relê-las depois. Um abraço, tchau!

30 julho 2019

Viagem: Tirando o passaporte

Reprodução: arquivo pessoal

Oi gente! Esse post é uma utilidade pública para aqueles que estão com os planos de tirar passaporte e encontram-se perdidos. Assim como eu encontrei em vários blogs dicas sobre um dos maiores passos para viajar, quero compartilhar aqui também como foi a experiência deu ter tirado o passaporte. Programei nesse post um especial passo a passo para tirar o passaporte.

Nesse link, você encontra corretamente todas as informações sobre os documentos necessários e também, os de menores de idade e outras situações que você possa acabar tendo alguma dúvida.

No site da Polícia Federal, nesse link, você encontra também cada link para redirecioná-lo sobre os passo a passo que mencionarei aqui. Ok? Caso tenha dúvida, só entrar no site da PF que as informações estarão bem completas. Vamos lá:

1- Confira todos os documentos necessários, entre os principais: RG, CPF, comprovante da última eleição e estar em regularidade com o serviço militar (se homem). Os documentos são importantes, por isso, é aconselhável que esse tipo de informação você obtenha do próprio site da Polícia Federal

2- Preencher o formulário online de emissão do passaporte. Depois de conferir todos os documentos certinho, você entra nesse link para preencher corretamente todas as suas informações. Entre elas, data de nascimento, nome de pai e mãe, sexo, e qual a situação do passaporte, se é a primeira vez, se é renovação, etc. É nesse passo que mais precisará dos documentos, porque a partir daqui que será salvo seus dados para gerar o protocolo.

3- Após preencher todos os campos e confirmar, será emitido o GRU - Guia de Recolhimento da União. Uma taxa para poder dar continuidade na retirada do seu passaporte. O valor costuma ser de R$ 257,25 (de acordo com o site da PF). O pagamento pode ser feito em qualquer banco ou agência lotérica. É importante pagar o GRU respeitando sua data de vencimento para que tudo se encaminhe corretamente.

4- Após o pagamento, a compensação levará em torno de 1 a 3 dias úteis. Assim que confirmado, agende seu atendimento presencial em um dos postos de emissão que serão apresentados no final do agendamento. Para mais informações sobre essa etapa, clique aqui.

5- Compareça ao posto de atendimento no dia agendado com pelo menos 15 minutos de antecedência. Leve todos os documentos originais que você separou (apesar de não terem pedido, pois os dados já haviam sido encaminhados através do formulário, é sempre bom pecar pelo excesso, certo?). De acordo com a PF, neste dia serão conferidos os dados preenchidos no formulário, coletadas as impressões digitais e obrigatoriamente, uma fotografia facial.

6- Após todo esse processo, o passaporte leva em torno de seis dias úteis (de acordo com o site da PF) para ficar pronto. É possível consultar o andamento da situação nesse link. Assim que estiver pronto, compareça ao posto de atendimento para retirar seu passaporte. Leve um documento original, pois o passaporte será entregue somente ao titular. Após preencher seu nome no passaporte, você sai com eles em mão e prontos para viajar!

Esse é todo o processo para emitir o passaporte. Se você é maior de 18 anos, o passaporte tem validade de 10 anos.

E aí, alguém ainda não tem o passaporte? Pretende tirá-lo? Espero ter ajudado! Beijos!

23 julho 2019

Série: Good Girls

Resultado de imagem para good girls

Oi gente! Aproveitei nessas férias para começar algumas séries que eu ficava adiando por conta da faculdade. Good Girls foi uma delas e resolvi falar alguns motivos porque eu gostei da série e porque eu a recomendo.

Com 2 temporadas atualmente, disponíveis na Netflix, a série conta a história de três mães que entram para o mundo do crime por conta de suas necessidades pessoais. E no que elas acharam que seria apenas uma vez, acabam se vendo totalmente envolvidas, ainda mais depois de descobrir que roubaram o dinheiro de uma gangue.
Imagem relacionada

Todo o enredo gira em torno das três personagens e aos poucos vai contando a história delas e suas dificuldades. Amigas desde pequenas, sempre estão lá para apoiar uma a outra. As duas temporadas foram cheias de altos e baixos muito bom. Eu indico a série!


E aí, vocês já assistiram Good Girls? Beijos!

19 julho 2019

Vox | Christina Dalcher

Resultado de imagem para vox livro
Créditos foto: Meu Vício em Livros

Oi gente! Para encerrar as resenhas das minhas últimas aquisições literárias, hoje trago a resenha de Vox da Christina Dalcher. E em breve as resenhas das leituras das férias que está a todo vapor.

Uma distopia atual, próxima dos dias de hoje, sobre empoderamento e luta feminina. O governo decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo de verdade. Esse é só o começo... Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Lutando por si mesma, sua filha e todas as mulheres silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz. 
Vox é uma distopia sobre um futuro próximo nos Estados Unidos. Depois de ler uma resenha intrigante sobre o primeiro romance da linguística Christina Dalcher, fiquei curiosa com o assunto abordado no livro, que reflete principalmente, a opressão às mulheres. Todo o cenário caótico se dá depois da eleição de um governo de extrema-direita.

Após a eleição, são colocados nas mulheres uma espécie de contador, no qual elas podem falar apenas 100 palavras. Mais que isso, elas são castigadas. Elas devem ser belas, recatadas e do lar, obedecendo aos seus maridos. A Dra. Jean McClellan, neurolinguística, é a personagem principal e narradora da história. Com a chegada desse governo, ela têm todo seus trabalhos, pesquisas, trancados no escritório do marido. No entanto, ela é convocada pelo governo para ajudar o irmão do presidente que perdeu a habilidade da falar depois de um acidente.

Apesar de no início recusar a proposta, Jean aceita e vê aí uma luz para tentar procurar fazer algo em relação as palavras e a educação de sua caçula, Sonia. Vox com certeza foi uma leitura que me perturbou, primeiro por descrever algumas situações que, infelizmente, parece estar cada vez mais fugindo da distopia e se aproximando da realidade. A autora usa e abusa das condições sociais e políticas encontradas em muitos países atualmente.

Eu não gostei completamente do livro pois a personagem me incomodou em muitas ocasiões com alguns posicionamentos. O livro em si é incrível pela problemática que aborda e como a autora constrói o desenrolar dos fatos, é interessante, fazendo com que você vire as páginas sem parar. Mas apesar desse problema meu com a personagem, é interessante ver como a Christina constrói a Jean. Ela tem seus conflitos, é normal como qualquer outro.

Outra crítica que vai além da personagem, é em relação ao desfecho do livro. Ao todo são 80 capítulos, e no 75 ainda tinha coisa acontecendo e longe da resolução dos acontecimentos. O que me deixou extremamente agoniada. Já dá para imaginar que os capítulos que se seguiram deram um desfecho rápido e em certos momentos, confuso. E agora vêm o xeque-mate: não gostei do final do livro! Eu realmente queria outro desfecho.

Páginas: 320| Editora: Arqueiro | Nota: ♥♥♥♥
E aí, vocês já leram Vox? O que acharam? Beijos!

09 julho 2019

3 livros para as férias de Julho


Oi gente! Eu separei três livros que eu tenho como meta ler nesse período de férias de Julho. Como são duas semanas (e o período da greve da faculdade), eu procurei escolher bem para cumprir meu objetivo. São livros que estão empacados na fila, uma porque eu não tenho tempo e outra porque num primeiro momento não me atraiu a leitura, mas darei uma nova chance. Venha conferir!

It A Coisa - Stephen King
Eu já até me esqueci quando eu comprei ele, só lembro que foi por causa de uma promoção. Ele está há um tempo na lista de espera e não vou começar por ele, apesar de ser o maior dessa lista. Vou garantir as duas outras leituras e aí embarcar no mundo do Stephen King, que eu li um livro dele até agora.

Os segredos de uma mente milionária
Esse livro é da última compra de livros (que junto estavam O Planeta dos Macacos e O que o sol faz com as flores). Os segredos de uma mente milionária atraiu a minha mãe, que leu e me recomendou, então eu fiquei curiosa com ele, porque é um livro que aborda assuntos que eu e ela sempre estamos conversando sobre. Tanto que eu indiquei O Milagre da Manhã e ela está adorando.

A Fome - Rodolfo Teófilo
A Fome é um livro que eu estava ficando interessada já no meio dele, porém eu parei porque acabou começando a faculdade e deixei ele de lado. Mas acredito que ao voltar à lê-lo, vou conseguir terminar com facilidade. E esse foi o escolhido para iniciar essas leituras das férias 😎 

Esses serão minhas próximas leituras e em breve trago resenhas, beijos!