16 fevereiro 2019

Porque ela pode | Bridie Clark

 
Oi gente! Hoje trago a resenha de mais um livro que eu comprei na feirinha de livros em Itapoa, Santa Catarina. Já fiz a resenha de um outro que comprei lá também, que foi Os irmãos Sister. Esse da resenha de hoje, tudo me chamou a atenção na hora, o nome do livro, a capa e a sinopse. Porque ela pode da autora Bridie Clark foi uma leitura sensacional!
Claire Truman passou cinco anos em uma grande editora como editora-assitente, esticando seu salário o máximo que podia para sobreviver. No entanto, sua vida está prestes a mudar miraculosamente. Após o trágico fim de um relacionamento, ela é arrastada pela melhor amiga para a inauguração de uma galeria, onde esbarra com o homem de seus sonhos da época de faculdade: Randall Cox. Quando Vivian Grant, a tirana do mundo editorial, a chama na manhã seguinte, Claire se vê em um novo emprego, ganhando o triplo do salário anterior. Infelizmente a nova chefe é pior do que as fofocas do mercado a levaram a imaginar. Telefonemas no meio da madrugada, pedidos impossíveis a qualquer momento do dia, explosões de raiva. Vivian a entulha de trabalho... e insultos. Agora que o trabalho de Claire exige cada vez mais, será que Randall continuará a ser seu príncipe encantado?


Pensem em um livro gostoso de se ler, é Porque ela pode. Eu gostei bastante da narrativa, de conhecer um pouco mais sobre o mundo editorial dos livros, de como tudo acontece. A gente tem os livros em mãos e nunca pensa que o grande motivo desse livro estar em nossas mãos é porque um editor resolveu acreditor no seu autor. E conhecer esse mundo foi bem legal!

Com uma leitura fluida, a autora Bridie Clark nos apresenta a personagem Claire, que tabalha em uma editora até renomada, porém, que ultimamente estava bem parada. Com a descoberta de que seu chefe e amigo irá se aposentar, e outras reviravoltas, surgem novas oportunidades e dentro de poucas semanas Claire Truman se vê trabalhando para Vivian Grant, uma tremenda chefe filha da mãe, que não se importa em soltar poucas e boas para seus funcionários.

Mesmo conhecendo essa fama de Vivian Grant, Claire resolve dar um novo passo à sua carreira a fim de crescer profissionalmente. O que ela não esperava era que de fato todos os comentários a cerca de sua nova chefe, fossem verdade. A rotina de Claire muda radicalmente. Vida social? Vida amorosa? Vida com a família? Esquece! Vivian suga a alma de qualquer um que trabalha para ela.


De acordo com uma crítica, exposta no próprio livro, Porque ela pode se assemelha bastante com a história de O diabo veste Prada. Inclusive, é impossível não pensar em Miranda (personagem do filme vivida por Maryl Streep) como a Vivian Grant. 

Como eu disse, é uma leitura bem gostosa e que flui os acontecimentos. Achei tudo bem explorado, desde o reencontro com uma paquera do passado, o surgimento de outro rapaz na história que vai mexer com o coração da Claire e também, vemos a evolução da personagem e como ela ganha característica diante de uma chefe horrorosa dessa!

Com certeza cinco estrelas, eu recomendo muito a leitura para quem gosta daquele clichê legal mas que não foge de ter uma certa originalidade. Além de ser um cenário diferente de todos os romances que eu li.

E aí, já leu Porque ela pode? Conhece outro livro que segue essa linha? Beijos!

11 fevereiro 2019

Para se apaixonar: The Script

Resultado de imagem para the script 
Oi gente! Eu adoro indicar música aqui no blog, e a banda de hoje tem um quê especial. Estava bela e formosa ouvindo um playlist aleatória no Spotify quando começou a tocar Hall of Fame, uma música muito querida que fez parte da trilha sonora de uma das minhas séries (e primeira) preferida. 

The Script é uma banda de rock alternativo de Dublin, Irlanda e é notório a influência de outras bandas, como U2, Timbaland, The Police e outras. Até o momento, a banda possui 6 álbuns lançados.

Resultado de imagem para the script

Eu sinceramente não consigo escolher um álbum favorito, pois cada um deles têm mais de uma música que eu adoro! Então eu indico todos os álbuns hahaha 😍



E aí, já conheciam The Script? Beijos!

08 fevereiro 2019

Fevereiro o que me trazes de bom?

 
Oi gente! Vocês já tiveram o sentimento de que as coisas estão caminhando para algo bom? É assim que estou me sentindo em relação à fevereiro. Estabeleci metas e algumas estou tomando atitude para tirar do papel e com isso, parece que as coisas estão fluindo de uma maneira super positiva.

Quando você escolhe tomar atitude sobre alguma meta parece que as portas abrem e aquilo que antes parecia difícil você ganha uma energia diferente, uma motivação do além para correr ainda mais atrás daquilo que você quer.

Estou cada vez mais animada com meu novo projeto, estou inspirada e lendo diversas coisas sobre o assunto. Escolhi fazer algo a respeito e essa escolha está me trazendo frutos positivos em relação a me mostrar do que eu sou capaz, até onde eu posso ir e o que eu estou conquistando.

Eu ainda não falei sobre o livro do Mark Manson (mas sabe, eu estou falando diversas vezes sobre escolhas e escolhas e isso tem influência desse cara) mas assim que eu sentar a bunda na cadeira e me dedicar falando sobre ele, vocês vão ver o quanto alguns futuros posts que aparecerão por aqui terá muita conexão com ele e sobre, mais uma vez, escolhas.

Fevereiro está sendo maravilhoso e estou me envolvendo muito com ele, muitos projetos, aprendizados, estudos, obrigada Fevereiro. As coisas são boas quando você escolhe e toma uma atitude para elas serem boas.

E aí, o que Fevereiro está te trazendo de bom? Beijos! 

06 fevereiro 2019

6 on 6: Queridinhos do momento (Fevereiro 2019)

Oi gente! Mais um 6 on 6 chegando, e para esse mês de fevereiro o tema é Queridinhos do momento. O legal de temas mais aleatórios é que as fotos ficam aleatórias, então a dificuldade de pensar em uma composição para a foto torna-se mais fácil. Espero que gostem dos meus cliques e não deixem de conferir dos outros participantes!

Comprei esse novo caderno na Kalunga, o meu antigo está nas folhas finais e já providenciei um novo para começar o mês de março. É uma gracinha né, estou in love com ele, e pela primeira vez, encarei um totalmente sem pauta.

 
Minha série queridinha do momento, que sério, estou praticamente devorando os episódios é Agentes da SHIELD, série da Marvel, maravilhosa e em breve vou indicar ela aqui.

 
Estou estudando bastante sobre fotografia, então é um assunto que está sendo bem querido para mim.

 
Pensem em um cantor que eu amo? Ele mesmo, Vance Joy. E meu álbum musical favorito do momento é Nation of Two, aliás, recomendo muitíssimo que vocês escutem.

 
Eu acho a coisa mais linda esmalte nude, e esse é o favorito do momento. Eu sei que a coleção é um pouco antiga já, mas eu amo o tom desse esmalte da Anita

 
Comecei um novo projeto que em breve comentarei sobre ele aqui. Mas envolve a fotografia, estou me especializando e está sendo um dos meus projetos favoritos e mais queridos, de finalmente estar colocando a mão na massa. Essa foto é a favorita de fevereiro, apesar do mês mal ter começado.



E aí, o que acharam das fotos? Beijos!