Não se apega, não | Isabela Freitas


Oi gente! Como estão? Para a minha primeira leitura do ano, resolvi voltar há algumas pendências. Não se apega, não, livro da Isabela Freitas foi o livro escolhido. Eu comecei ele em janeiro e terminei no final de fevereiro por motivos de: o livro não prendeu muito a minha atenção.
https://3.bp.blogspot.com/-OiF0VcSHPpo/WgzLTT7qEsI/AAAAAAAALqk/1tjM37LbCVQ8SMmFHJIUoR4kP9MAiGv6gCLcBGAs/s640/bolinhas.png
Não se apega, não está longe de ser um dos meus livros favoritos, tanto que eu nem pretendo ler os posteriores a ele. A escrita da Isabela Freitas é leve e dinâmica, o que tornou a leitura fácil e por ser um livro de poucas páginas, foi uma leitura rápida (apesar da minha falta de vontade de lê-lo).

A história é narrado em primeira pessoa, por Isabela, uma mulher de 22 anos que decide terminar um longo namoro. Com uma mistura de ficção e auto-ajuda, Isabela narra alguns acontecimentos de sua vida e de quebra dá alguns conselhos sobre relacionamentos, amor próprio, realização pessoal, entre outras.

O livro em si é legal, apesar de em vários momentos achar a Isabela chata. Mas ao mesmo tempo senti empatia por ela. Ela queria encontrar um amor e ser feliz. E em uma das partes que me marcaram no livro foi quando ela fala que todas as pessoas são certas, de uma forma ou de outra, e é importante elas passarem por nossas vidas, porque elas vão nos ajudar a crescer.

Além de falar no geral sobre vários tipos de desapegos e o quanto se apegar ao passado não nos motiva a seguir em frente. É preciso dar tchau ao que se foi e dar boas vindas a novas oportunidades, amizades, relacionamentos, e muito mais. 
Aquele que consegue colocar o desapego em prática atinge um estado de paz interior e tem a consciência limpa de que deixou o passado onde ele deveria estar: no passado. E que o presente é sempre um presente. E que o futuro vai vir recheado de novidades e sensações novas. Não se apegar não é ser indiferente à vida. É ter o conhecimento de que o sofrimento chega, mas um dia deve partir. Não podemos dar abrigo ao sofrimento nem permitir que ele faça do nosso coração sua casa permanente. Não é certo. Superar é preciso. Levantar-se mais forte é essencial.
Páginas: 256 | Editora: Intrínseca | Nota: ♥♥♥
https://3.bp.blogspot.com/-OiF0VcSHPpo/WgzLTT7qEsI/AAAAAAAALqk/1tjM37LbCVQ8SMmFHJIUoR4kP9MAiGv6gCLcBGAs/s640/bolinhas.png
E aí, você já leu Não se apega, não? O que acharam? Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar! Deixa teu link que eu vou visitar você. Beijinhos 😘